Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Topo

Topo

Quelóide em negros, como se cuidar?

Quelóide é decorrente da produção excessiva de colágeno durante a cicatrização de uma lesão na pele, resultando em uma cicatriz no corpo e na auto-estima.

por   em Corpo   | 22.11.2011

 

O quelóide é uma cicatriz alta, dolorosa no corpo e na auto-estima.  Os afrodescendentes  tem maior predisposição para esse problema cerca de 15 a 20 vezes mais que o restante da população pois em sua pele a produção de colágeno é maior.

Mas não é só quem vai fazer uma cirurgia que precisa se atentar a isso. Coisas simples como “cutucar” uma espinha, furar a orelha e colocar um piercing podem resultar em um quelóide.

E depois de muitas pesquisas sobre o assunto, buscamos nesse post esclarecer alguns pontos sobre esse problema que abala a auto-estima de muitas pessoas.

 

Como surge?

É decorrente da produção excessiva de colágeno durante o processo de cicatrização de uma lesão na pele. Essas lesões podem ser oriundas de machucados, cirurgias, tatuagens, piercings, brincos e até acne.

Algumas pessoas desenvolvem quelóide a partir de traumas na pele, mesmo sem corte ou ferimento.

É uma predisposição genética, ninguém faz uma cesária e “pega” quelóide. E embora os negros tenham mais, muitas pessoas de pele branca e asiáticos também tem quelóide.

Na maioria das vezes os quelóides são problemas estéticos e benignos. Ocorrem com maior frequência em jovens, dos 10 aos 30 anos de idade.

 

Formação de um queloide

Como é um quelóide?

Uma cicatriz alta, tem a superfície brilhante, geralmente é arredondada.

A cor varia entre rosa, vermelho, marrom (cor da pele). Pode coçar e/ou doer. Em geral apresenta sensibilidade ou incômodo.

Depois da lesão cicatrizada, o quelóide continua a crescer e fica fora do contorno da lesão original.

 

 

queloide ombro

Como saber se tenho predisposição?

Caso você já tenha feito uma cirurgia dê uma olhada em sua cicatriz. Ela apresenta as características acima? Alguma? Nenhuma?

Se você nunca fez uma cirurgia, observe as cicatrizes de machucados que aconteceram na infância ou recentemente.

Converse com a sua família, seu pai ou mãe tem quelóides?

 

Como evitar?

Ainda não há (até o momento) medida de prevenção como vacina e medicamentos que impeçam o surgimento dos quelóides. Portanto, se você tem predisposição deve tomar alguns cuidados:

  • Pense duas vezes antes de fazer tratamentos estéticos que possam agredir ou causar infecções na pele como depilação, por exemplo.
  • Sempre que possível, evite as cirurgias estéticas.
  • Procure não coçar e “cutucar” espinhas.
  • Homens podem desenvolver quelóides ao se barbear,  portanto devem procurar um aparelho que corte/apare os pelos delicadamente.

Quando uma cirurgia for necessária, algumas precauções podem minimizar a formação dos quelóides. Como por exemplo:

  • Sessões de betaterapia (radiação) no dia da cirurgia e durante o processo de cicatrização.
  • Aplicação de corticóides no ínicio do processo de cicatrização.
  • Cobertura da lesão com fita hipoalergênica ou gel silicone durante várias semanas depois da cirurgia.
  • Evite movimentos que estirem a pele, não tensionando a lesão.
  • Não exponha a cicatriz ao sol por no mínimo seis meses.

 

Como tratar?

Depois que o quelóide surgiu, ele só diminui com tratamento. Existe grande diversidade de tratamentos e a remoção do quelóide é difícil. Pode-se dizer que não há um tratamento 100% e os resultados costumam variar de acordo com o caso.  Quanto mais cedo for o diagnóstico e o tratamento, maiores são as chances de sucesso.

 

  • Cirurgia:

Uma cirurgia de remoção de quelóide é na prática a troca de uma cicatriz por outra que pode implicar no surgimento de um novo quelóide e ainda maior que o quelóide original.  A vantagem é que ela proporciona uma nova tentativa de controle da cicatriz quando associada a tratamentos, injeções de cortisona, por exemplo.

Outra possibilidade cirúrgica é não remover o quelóide e fazer incisões dentro dele, preservando suas bordas. Nesse caso os resultados podem ser melhores.

 

  •  Injeções de corticóide intralesional

Quando o quelóide começa a se desenvolver, as injeções de cortisona podem levar a uma redução significativa dele. Algumas fontes citam que podem parar seu crescimento e diminui-lo. O medicamento a base de cortisona é injetado no quelóide uma ou mais vezes no mês e a duração do tratamento será determinada pelo médico.  Algumas vezes associa-se a injeção de cortisona ao uso de um gel de silicone.

 

  • Criocirurgia

Este tratamento congela os quelóides com nitrogênio líquido e visa reduzi-los, tornando-os mais planos. A duração do tratamento depende do tamanho da lesão e nas pessoas de pele escura há o risco de manchas pois ele clareia a pele.

 

  • Betaterapia

É uma espécie de radioterapia que diminui a atividade das células que produzem o colágeno e com isso o crescimento dele. Porém, em alguns lugares cita-se o risco de surgimento de um tumor maligno dada a radiação.

 

  • Laserterapia

O tratamento com laser pode reduzir a vermelhidão do quelóide e ainda estão em desenvolvimento, portanto não há indícios de sua efetividade.

 

  •  Medicamentos

Alguns nomes: Interferon, 5-fluouracil, Bleomicina, Theracort, Kelo Corte e óleo de Rosa Mosqueta.

Em diversos fóruns pessoas citam tratamentos e além disso há uma variedade de produtos no mercado com diferentes formas de atuação. Um médico dermatologista ou cirurgião plástico pode prescrever o correto para você.

 

  • Compressão

A longo prazo a compressão dos quelóides com fita ou lâmina de silicone pode fazer com que a produção e o acúmulo de colágeno diminua e que a superfície do quelóide se torne menos dura.

 

Quelóide x Cicatriz Hipertrófica

Ambos são processos fibroproliferativos, segundo a histologia (estudo da pele), porém ao contrário do quelóide uma cicatriz hipertrófica não ultrapassa seu tamanho original, ou seja, fica do tamanho da lesão e tende a diminuir com o passar dos anos.

 

Algumas recomendações Soul Negra para você:

  • Acha que tem quelóide, alguma cicatriz diferente? Em caso de dúvida procure um DERMATOLOGISTA!
  • Você pode ler, participar de fóruns sobre o assunto, mas aconselhamos que antes de começar a usar qualquer produto divida o que descobriu com o seu médico.
  • Está atualmente em tratamento e seu médico é resistente à novas técnicas? Aconselhe-se com outro médico. Uma segunda opinião é sempre bom.
  • Infelizmente os quelóides não somem de um dia para o outro e você vai investir energia e dinheiro no tratamento, portanto desconfie de produtos que prometem milagres.

 

Tem experiência no assunto? Compartilhe com a gente!

 

ATENÇÃO: As informações publicadas são resultado de pesquisa realizada pelo Soul Negra e não substituem o acompanhamento médico.

 

Créditos imagens:  1 e 2) www.clinicaplena.blogspot.com, Imagem destacada) www.abril.com.br/imagens/beleza

Fonte consultadas: Wikipedia, Veja, Portal São Francisco, Derme.org, Folha.Uol, Clinica Plenna.blogspot, Dicas de mulher.com.br

TAGS
Espalhe por aí!
 
  1. Karine santos

    Tenho que queloides grandes nas costas faço tratamento com Bleumicina no Hospital do fundão RJ mas sempre falta remédio e sei que eles podem retirar o excesso por cima do queloide e não fazem.

  2. elizabeth

    TENHO QUELÓIDE NA ORELHA FIZ A CIRURGIA MAS TENTEI FURAR A ORELHA DE NOVO E VOLTOU O QUELÓIDE DE NOVO AÍ ELE ESTAVA UM POUCO MAIOR,PASSEI ENTÂ0 A USAR BRINCO DE PRESSÂO QUE PEGA EXATAMENTE EM CIMA DELE, ACABOU DIMINUINDO BASTANTE.AGORA TENHO UMA DÚVIDA SERÁ QUE SE EU FURAR A ORELHA EM OUTRO LUGAR PODE DAR OUTRO QUELÓIDE? GOSTARIA TANTO DE USAR BRINCO DE ARGOLA MAS NÂO POSSO.

  3. jarica reis

    sou uma negra bem mestica o que chamam de parda,tive queimadura de 2 grau, logo apareceram as queloides,no inicio nao tinha nem coragem para sair ou namorar,morria de vergonha,com o tempo percebi que nao passa de uma cicatriz e nao devo deixar de fazer nada por isso.nos que somos negras mesticas temos uma beleza especial,somos a mistura de varias belezas,nossos atributos vao alem de uma cicatariz.

    • Francine Moura

      Que bom, Jacira! Autoestima acima de tudo!

  4. patricia anjos

    realmente as injeçoens de cortizona diminuiu meu queloide é verdade pode acreditar . bjos

  5. patricia anjos

    tenho queloíde devido uma aplicaçao para varizes tirar vazinhos ,tive queimadura de 3 grau ficou horrivel !!!! é muito triste.

  6. Joelma Santos

    Realmente… informações corretas! Sou uma negra linda e tive quelóide na orelha, ficou horrível….fiz a cirurgia a laser, após o procedimento fiz 3 meses de infiltração na orelha….agora a mesma está linda, só não posso dizer pronta para outra heheheh……..

Dê sua opinião!

Fique tranquila, seu e-mail não será divulgado.